Contato e informações sobre Consulta:

(16) 3913-4758 / 3621-6511 / 99123-2299


Lensectomia Refrativa

Quando a técnica está indicada?
Quando não há indicação ou possibilidade de correção da miopia ou hipermetropia por meio de cirurgia extra-ocular com laser, PRK ou Lasik, o implante de lente intra-ocular pode ser a solução.
Situações em que a graduação do vício de refração for acima de -10.00D de miopia ou acima de + 5.00D de hipermetropia ou com presbiopia, e, associado estes dados á idade do paciente e a outros exames complementares validam a indicação desta técnica.
Dependendo do caso, o médico pode optar por exames oftalmológicos complementares como ultra-sonografia, ceratoscopia computadorizada, biometria ultra-sônica e ou por interferometria, paquimetria ultra-sônica, avaliação retiniana, microscopia especular, teste de sensibilidade ao contraste e ofuscamento, pupilometria, aberrômetria e análise computadorizada do seguimento anterior.

Quando a técnica esta contra indicada?
Em menores de 21 anos; em portadores de outras patologias ou doenças sistêmicas ou oculares que possam influir negativamente no resultado.

Por que diferentes para diferentes idades?
A idade é fator importante a ser considerado na escolha das diversas técnicas intra-oculares.
Assim, em adultos de 20 a 40 anos, a técnica utilizada é implante intra-ocular fácico e acima da quarta década pode ser utilizada a técnica de substituição do cristalino com finalidade refrativa ou lensectomia refrativa.
No adulto jovem, abaixo de 40 anos, no implante intra-ocular fácico o médico pode optar por lente de câmara anterior ou posterior. O objetivo aqui é corrigir a deficiência para longe, conservando a acomodação da visão para perto.
O cristalino é responsável por “acomodar ou focar a visão” para perto e longe e esta função após os 40 anos entra em declínio até não mais existir ao redor dos 50 anos. É comum ouvir: “o braço esta ficando curto, necessito óculos para perto”. A este fenômeno, considerado fisiológico, chamamos de presbiopia.
Portanto, nas situações em que a cirurgia intra-ocular está indicada e o paciente estiver perto ou após da quarta década de vida, pode ser realizada a lensectomia refrativa com implante de lente intra-ocular; este implante pode ser para corrigir a visão para longe (monofocal) ou com propriedade para correção á distância e perto (multifocal); esta técnica é conhecida como Prelex. Em casos extremos, graus muito elevados podem estar indicados o implante de mais de uma lente, e esta técnica chamamos de múltiplo ou “piggyback”.
Nos casos em que temos graus associados elevados de astigmatismos, miopia ou hipermetropia recorremos a Bioptic, combinação de uma técnica intra-ocular mais o Lasik.

A técnica
Aproximadamente uma hora antes da cirurgia o paciente é colocado no repouso com a finalidade do preparo pré-cirúrgico. Enfermagem especializada era auxiliar na utilização de roupas adequadas e após conferência de sinais vitais (P, PA, TEM) se dá início á colocação de colírios no olho a ser submetido a cirurgia.
A cirurgia deve ser realizada em centro cirúrgico, com anestesia local e sedação, e em sistema de internação de curta duração.
A cirurgia é realizada através de incisão corneana e a seguir o implante da lente intra-ocular na câmara anterior ou posterior, conforme o caso. Em situações outras é necessário o implante da lente dentro do saco capsular, após retirada do cristalino. Finalizada a cirurgia, é utilizado o curativo oclusivo e após repouso breve, recebe orientação e alta.

Pós operatório
Poderá ser utilizado, ou não, tampão ocular por 12/24 horas e a seguir colírios de antibióticos, antiinflamatórios e lubrificantes oculares por aproximadamente 2 semanas.
A recuperação da visão é gradativa, porém, em medida de 24 horas a 7 dias, o resultado visual pode ser observado e considerado como estável.

Possíveis efeitos colaterais e ou complicações
*do implante intra-ocular fácico:
- Visão de halos – Ofuscamento – Hipercorreção – Hipocorreção – Flutuação da visão- infecção – insatisfação com resultado devido á expectativa irreal – Opacificação cristaliniana – Alteração da córnea.
*da lensectomia refrativa /Prelex:
-Opacificação do saco capsular- descentralização da lente
-Alteração da retina – infecção- perda da acomodação.


  • Clínica Dr. Marcelo Jordão
  • Galileu Galilei, 1685
  • Ribeirão Preto, SP
  • 14020-620